FESTA DAS PRIMÍCIAS

19/11/2010 15:27

 

No último domingo do mês celebraremos o nosso Culto das Primícias. Para aqueles que ainda não estão familiarizados com esta celebração, gostaríamos de lembrar que ela nos inspira a três importantes finalidades:

 1)       Participar do espírito do Dia Nacional de Ação de Graças, que é celebrado todas as últimas quintas-feiras do mês de novembro. Este dia teve sua origem nos Estados Unidos da América do Norte, em um momento especial de gratidão a Deus pelas inúmeras bênçãos recebidas, quando da colonização da nova terra.

2)       Promover a Festa da Colheita, ou seja, agradecer ao Senhor pela colheita espiritual que move vidas em direção ao altar divino. Nessa oportunidade,  dedicaremos nossas suas vidas, como oferta suave e agradável ao Senhor.

3)       Oferecer à Igreja a rica oportunidade de se manifestar com gestos e atitudes concretas de gratidão. Esses gestos e atitudes podem ser expressos através da entrega dos alimentos, dos dízimos e ofertas, ou de qualquer outra contribuição que o seu coração desejar.

 

A liturgia do culto será inspirada na Festa das Primícias celebrada pelo povo de Israel e registrada em detalhes pelas páginas do Antigo Testamento ( Êxodo 34.22-26; Levítico 23.9-14 ). Israel trazia ao altar de Deus os primeiros frutos da terra, expressando com corações agradecidos o sentimento de amor por tudo aquilo que Deus proporcionara durante todo o ano. Durante esta festa três grandes momentos merecem ser destacados:

 

a) A Oferta dos Manjares, significando as oferendas dos nossos bens ao Senhor. Daí a idéia de todo o povo trazer os primeiros frutos da terra. É a grande oportunidade de colocar além dos nossos dízimos e ofertas,  o nosso coração a serviço de Deus.

b) Este momento ( dedicar o coração ) era chamado de a Oferta de Holocausto. Ao mesmo tempo em que as ofertas alçadas eram depositadas no altar, novos compromissos com a Casa de Deus eram assumidos; não somente através de sua manutenção, mas também do trabalho e dedicação da vida, como por exemplo,  através da Profissão de Fé e Batismo.

c) Por último encontramos a chamada Oferta de Incenso, ou seja, uma oração de dedicação e re-consagração das nossas vidas e de toda a Igreja a Cristo e ao seu  Reino. Tempo de colocar a vida no altar do Senhor e, além de agradecer, comprometer-se com o seu Reino e a sua justiça.

 

Façamos da Festa das Primícias uma oportunidade de compromisso e caminhada aos pés do Senhor que durante todo este ano nos abençoou, suprindo diariamente nossas necessidades. Ore ao Senhor por este trabalho. Convide seus parentes e vizinhos. Divulgue os trabalhos de sua Igreja e participe com alegria, motivação e gratidão.

 

 Rev. Silas de Oliveira